AMER participa no workshop da PFAN

AMER participa no workshop da PFAN

A Associação Moçambicana de Energias Renováveis participou no workshop da Rede de Consultoria ao Financiamento Privado (em inglês, Private Financing Advisory Network – PFAN) no dia 20 de Março de 2019. O Presidente da AMER, Ricardo Pereira, fez uma apresentação da AMER, dos objectivos da associação e dos desafios do mercado moçambicano.

O PFAN é uma rede global de especialistas de financiamento em Ambiente e Energia Limpa, e visa preencher a lacuna que existe entre empreendedores de projectos deste sector e o investidores do sector privado. Existem muitos projectos nesta área que são economicamente viáveis, mas o que acontece, em países de baixo rendimento, é que não existe financiamento para avançar.

Os empreendedores não têm os contactos necessários para procurar e contactar os investidores; e por outro lado os investidores deparam-se com a dificuldade de encontrar oportunidades de investimento em mercados com os quais não estão familiarizados.

Para colmatar estes problemas, os principais objectivos da Rede são:

  • Mobilizar investimento para projectos promissores de energia limpa e alterações climáticas no sentido de ligar os investidores aos empreendedores;
  • Reduzir as emissões de gases com efeito de estufa e atenuar as alterações climáticas;
  • Ajudar a facilitar a transição para uma economia de baixo carbono, aumentando e integrando as oportunidades de financiamento do sector privado para projectos promissores de energia limpa e mudança climática.

O PFAN alcança assim os seus objectivos através da criação de projectos técnica e comercialmente viáveis de energia limpa e alterações climáticas, apoiando o seu desenvolvimento por via de consultoria das redes de consultores financeiros internos e peritos técnicos e posteriormente facilitando o investimento através da sua rede global de investidores.

Iniciada pela UNFCCC e pela Climate Technology Initiave (CTI) em 2006, a PFAN é promovida conjuntamente pela Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO) e pela Parceria para as Energias Renováveise Eficiência Energética (REEEP).

Fonte e Imagem © PFAN